medicina_chinesa

 

Terapias Naturais da Medicina Chinesa

A Medicina Tradicional Chinesa engloba um sistema complexo de terapias como Acupuntura, Moxaterapia, Ventosaterapia, Fitoterapia, Chi Kung e Massagens, que de acordo com o tratamento é utilizada uma ou várias técnicas em conjunto.

 

Acupuntura e Eletroacupuntura

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC), com seus milhares de anos de existência e aprimoramento, é um poderoso recurso para tratar e prevenir doenças de forma natural e está ao seu alcance. Diferentemente da medicina ocidental, na MTC o conceito de saúde é baseado na circulação de energia vital (Chi) pelo corpo, sendo que o equilíbrio orgânico e mental depende da sua livre circulação, ou seja, quando a energia vital fica bloqueada ou enfraquece ficamos doentes.

Esses desequilíbrios, bloqueios e enfraquecimento se dão principalmente pelos seguintes fatores: alterações emocionais muito fortes ou persistentes, alimentação e hábitos prejudiciais, sedentarismo, descanso e respiração inadequados, fatores climáticos (frio, calor, secura, vento, umidade) e traumas (lesões, contusões, fraturas).

Também é diferente da medicina ocidental quanto à base filosófica, que entende o ser humano como um todo integrado (unidade corpo, mente e espírito) sempre em relação com a natureza, e também em relação às técnicas utilizadas, sendo as mais conhecidas a Acupuntura, Moxabustão, Dietoterapia, Massagem (Tuiná e Do-in), Chi Kung, Tai Chi Chuan, Fitoterapia e Ventosaterapia.

A acupuntura é uma técnica reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pode beneficiar pessoas de todos os gêneros, idades, crenças e condições de saúde.

 

O que ela trata?

Por se tratar de uma terapia natural que estimula a capacidade do próprio organismo de se equilibrar, ela pode ajudar em praticamente qualquer problema de saúde, seja físico ou mental. É importante lembrar que é também um incrível recurso preventivo de manutenção da saúde. Veja alguns exemplos dos tratamentos mais procurados:

  • Problemas do sistema respiratório (rinite, sinusite, bronquite, asma, laringite, faringite, alergia respiratória, gripes, resfriados)
  • Ansiedade, estresse, insônia, obesidade
  • Má digestão, gastrite, constipação
  • Má circulação, falta de memória, pressão alta, pressão baixa
  • Dores em geral, enxaqueca, dores na coluna, tendinite, bursite, artrose
  • Menstruação irregular, cólicas, TPM, acne
  • Problemas nos rins, bexiga, fígado e outros
  • Ajuda a combater vícios (cigarro, bebida, drogas, etc)
  • Ajuda no tratamento da depressão e fadiga
  • Tonturas, vertigem

 

Como é realizada

Nessa técnica da medicina tradicional chinesa, utiliza-se agulhas filiformes esterilizadas e descartáveis para estimular pontos no corpo para aliviar sintomas ou tratar doenças. É uma forma natural de fazer com que o próprio corpo produza seus elementos para a restauração do equilíbrio orgânico e metabólico, ou seja, é o organismo que produz seu próprio “remédio” (hormônios, neurotransmissores, etc), e retoma a circulação correta de energia vital. As agulhas são finas como fios de cabelo e na maioria das vezes a inserção é indolor.

Na eletroacupuntura, utiliza-se aparelhos eletroestimuladores, que podem ser usados sem agulhas ou com agulhas (depende do aparelho), para estimular fortemente o ponto da acupuntura. Muito utilizado na clínica diária para o alívio da dor.

 


Moxabustão

Moxabustão é uma técnica milenar de medicina chinesa que, assim como a acupuntur,a visa estimular pontos e regiões do corpo, a fim de restabelecer o correto fluxo de energia para tratar e prevenir doenças. A diferença é que o estimulo é feito com calor, ao invés de agulhas.

Os pontos são estimulados com o calor da combustão da erva Artemisia sinensis e Artemisia vulgaris que tem diversas ações benéficas, tais como anti-inflamatória e relaxante. Desde 2010 que a Acupuntura e a Moxabustão estão classificadas pela UNESCO na lista representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.


Ventosaterapia

É um método terapêutico que utiliza ventosas, copos de vidro ou acrílico com pressão negativa aplicados na pele do indivíduo para o tratamento de distúrbios orgânicos. O uso das ventosas se perde na história, mas sabe-se que no antigo Egito já era praticada entre o povo grego no século IV a.C. e Hipócrates já as prescrevia para problemas menstruais. Muitos outros estudiosos de medicina e filósofos da antiguidade aplicavam os copos em muitos de seus pacientes.

Existem dois tipos de técnicas de ventosa – a seca e a molhada. A seca utiliza copos retirando a pressão aplicada na pele na região desejada fazendo uma sucção. A molhada consiste em uma sangria ou escarificação na pele e depois aplicação do copo de vidro com pressão negativa no local visando provocar um leve sangramento, mantendo neste caso sempre as normas de esterilização adequadas para evitar qualquer infecção. Este método é muito útil para remover as inflamações e estagnações sanguíneas.

Seu uso é muito popular na China, Japão e Coréia. Por causa das marcas que a ventosa pode deixar no corpo – que somem entre 3 ou 4 dias, ainda pode causar certo desconforto social no Brasil, mas nos países asiáticos as pessoas se sentem muito à vontade mesmo na praia ou clube, como parte de um processo normal de tratamento.

No Oriente se percebeu que a ventosa pode regular a função nervosa quando aplicada nos canais de energia da acupuntura, aumentando também a resistência do sistema imunológico, desintoxicando os tecidos, promovendo uma oxigenação e purificação da pele e também melhorando a circulação sanguínea tornando os vasos mais flexíveis e resistentes. Ajudam no trabalho de remoção de radicais livres e limpeza do sangue “sujo”.

Para a dor, provocam o seu deslocamento e efeito conhecido no oriente como “alívio da superfície do corpo”, muito útil no combate das dores e enrijecimentos musculares. A ventosa e a acupuntura podem trabalhar juntas para aumentar a eficácia do tratamento de doenças melhorando a energia vital e estimulando a circulação do sangue.


Auriculoterapia

É uma técnica onde podem ser usadas agulhas especiais e esferas, que são colocadas no pavilhão auricular (orelha), ativando e equilibrando os pontos reflexos dos órgãos no corpo. É uma terapia que pode ser usada isoladamente ou com outras técnicas da Medicina Tradicional Chinesa.


Fitoterapia

O tratamento é realizado com plantas medicinais tradicionais e sua duração varia de acordo com o problema. A Fitoterapia pode ser usada juntamente com outras técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, aumentando a eficácia do tratamento.


Dietoterapia

Podemos entender Dietoterapia como uma “terapia alimentar”, ou seja – usa-se alimentos como “remédios” e é utilizada tanto em um aspecto preventivo quanto para o tratamento de doenças. Nela os alimentos são classificados de acordo com sua natureza energética, e não com valores nutricionais e calóricos, como no ocidente. Para isso, utiliza-se da mesma teoria da medicina chinesa, considerando os aspectos Yin e Yang – morno, fresco, frio e quente.

Sendo assim, os alimentos também têm o poder de reequilibrar a energia vital que circula em nosso corpo, proporcionando o equilíbrio entre Yin e Yang. Os chineses acreditam que os alimentos classificados como yang aumentam o calor do corpo (aceleram o metabolismo), enquanto que os alimentos do tipo yin diminuem esse calor (desaceleram o metabolismo).


Tui-Na e Do-In

No Tui-Na, empregam-se técnicas de massagem para estimular ou sedar os pontos de acupuntura do paciente, visando o equilíbrio do fluxo de energia nos meridianos ao longo do corpo, regulando o funcionamento dos órgãos internos. Isto é, o Tui-Na pode desobstruir os Canais e Colaterais, promovendo a circulação sanguínea e regulando o Yin e o Yang, para que a função do corpo volte ao normal.

O Do-In é também um tipo de massagem com os mesmos princípios e efeitos, porém foi desenvolvido para ser uma técnica de massagem de auto-aplicação. Várias escolas de Artes Marciais orientais também ensinam essas técnicas a seus alunos para uso pessoal e profissional, visando a promoção da saúde e vitalidade.


Para saber como funciona o tratamento com Acupuntura e as demais técnicas da Medicina Chinesa,
marque uma Avaliação Gratuita pelo telefone (16) 3911-1236 ou pelo Whatsapp (16) 99234-2662